TABACARIAS EM ASCENSÃO

As grandes cidades, décadas atrás, tinham muitas tabacarias. Eram nestes estabelecimentos que o cliente encontrava cigarros, charutos e fumos para cachimbo.

 Posteriormente, pela diminuição do consumo de tabaco e campanhas anti-tabagismo, estes estabelecimentos se reduziram drastricamente.

 Mesmo com ampliação da adesão dos movimentos a lei antifumo, novos e surpreendentes negócios tem surgido.

 Ao mesmo tempo que as pessoas intensificaram preocupação com a saúde e a “geraçãofit” tomou conta das redes sociais, negócios de tabacarias estão em expansão.

 Está tudo ligado ao prazer. Um charuto demora até duas horas e meia para ser fumado e alivia o estresse. Momento de relaxamento.

 Ícone de status, o hábito de fumar charuto já atinge mais de 10 mil brasileiros, que consomem no país mais de 10 milhões de unidades por ano.

 Um novo formato de tabacarias contemporâneas, hedshops e lounges, onde além da venda de substâncias, são especializadas em produtos que aprimoram a experiência do consumo.

 Cigarro artesanal está se transformando em algo muito maior que uma tendência consumista e, sim em um estilo. Além do tabaco selecionado uma série de acessórios são comercializados para o consumo.

 O hábito de fumar narguile cresce cada vez mais entre os jovens e “Lounds” surgem em todos lugares.

 A Monte Fuji, distribui uma gama de produtos para tabacaria com o diferencial da confiança de aquisição de um produto com origem e não falsificado..